top of page
Buscar
  • Jornal

Máximo de ventos em MS atingiu 71 km por hora

Após dias de seca, o volume de chuvas em Mato Grosso do Sul chegou a 61,49 milímetros, valor considerado alto. Os dados são desta sexta-feira (18) e consideram as maiores cidades do Estado, sendo Campo Grande, Corumbá, Três Lagoas, Dourados e Ponta Porã. De acordo com o meteorologista Natálio Abrahão, a cidade que teve maior volume pluviométrico foi Ponta Porã, com 23,8 milímetros, seguido de Dourados, com 19,2mm e Campo Grande, 18,6 milímetros.

No município de Corumbá a velocidade do vento foi de 71,5kmh. Apesar disso, o corpo de bombeiros informou à reportagem que não atendeu nenhuma ocorrência relacionada ao clima. Dourados foi a segunda cidade com maior índice, 69,9kmh. Campo Grande aparece em terceiro, 69,5kmh. Já Ponta Porã registrou 55,2kmh e Três Lagoas 46,8kmh. Estragos - Os fortes ventos causaram estragos em várias regiões do Estado. Na cidade de Caarapó, o vendaval prejudicou a praça central, Mário Martines Ribeiro e destruiu algumas tendas. Além disso, também derrubou árvores na cidade. Em Amambai, localizada a 351 km de Campo Grande, o vento forte derrubou 14 árvores, destelhou seis casas e deixou inúmeros outdoors publicitários destruídos. No município de Aquidauana, uma ventania arrastou tendas e cadeiras que estavam no meio da rua em um evento no centro da cidade, a 150 km da Capital.

Em Dourados, o vento chegou a 43 quilômetros por hora, segundo registro feito pela estação mantida pela Embrapa na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), na região oeste do município.

Outras cidades também tiveram vendavais, que ultrapassaram os 50 km/h. Itaquiraí (64 km/h); Dourados (64 km/h); Rio Brilhante (62 km/h); Laguna Carapã (61 km/h); Ponta Porã (55 km/h); Iguatemi (55 km/h); Sete Quedas (53 km/h); Juti (53 km/h) foram os mais afetados. O aviso do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) era de ventos com até 100 km/h.

17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page