top of page
Buscar
  • Jornal

Mais temida de MS, BR-163 registrou 15 mortes em 30 dias


Considerada perigosa e conhecida como “rodovia da morte”, a BR-163 em Mato Grosso do Sul foi palco de 15 mortes no trânsito nos últimos 30 dias. Os acidentes foram registrados em Campo Grande, Dourados, Bandeirantes, Coxim, São Gabriel do Oeste, Itaquirai, Rio Verde e Rio Brilhante.


A maioria dos acidentes ocorreu devido a colisões entre veículos, mas também tiveram casos de atropelamentos. Todas as vítimas são homens, com idades entre 17 e 63 anos.


Dois dias depois, no dia 8, um homem de aproximadamente 49 anos, que não teve o nome divulgado, também foi atropelado, na BR-163, no município de Bandeirantes. Ele chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.


Em Coxim, no dia 15 de junho, um motociclista de 31 anos, identificado como Fernando Alexandre do Nascimento, morreu após bater a Honda Biz que conduzia de frente com caminhão boiadeiro. O acidente aconteceu no Km 729 da BR-163.


No dia 18 do mês passado, morreu atropelado em São Gabriel do Oeste, Elidimar Machado da Silva, de 43 anos. O motorista do veículo deixou o local sem prestar socorro a vítima.


Já no dia 20, no município de Itaquirai, acidente entre uma caminhonete Toyota Hilux e uma carreta, na BR-163, terminou na morte de Jurandir Ferreira e Souza. O carro era dirigido pela vítima, que teve a lateral de seu automóvel atingida pelo caminhoneiro.


Motorista de uma picape Fiat Strada, que não teve o nome divulgado, morreu em colisão frontal com um caminhão, no dia 27, na cidade de Rio Verde de Mato Grosso. O veículo que ele ocupava ficou totalmente destruído.


Já no fim do mês, no dia 30 de junho, Antônio Carlos Pinheiro da Silva, 63, condutor de uma Toyota Hilux, morreu após atropelar e matar ciclista Ismael dos Santos Ribeiro, 21, em Dourados.

Antônio Carlos perdeu o controle da Hilux, o veículo saiu da pista e capotou. Como estava sem o cinto de segurança, o condutor foi arremessado a oito metros de distância e morreu.


Mais recentes – Na madrugada do último sábado (6), três homens identificados como Kennedy Anderson Santana, Alairton Fonseca Cáceres e João Paulo Riquelme, morreram após o carro Fiat Siena em que estavam bater em um caminhão semirreboque, no macroanel da BR-163, em Campo Grande.


Conforme Boletim de Ocorrência, um caminhão semirreboque seguia no sentido norte/sul, quando o motorista de Fiat Siena, vindo no sentido contrário, perdeu o controle do carro, invadiu a pista contrária e bateu de frente contra o veículo de carga pesada.


Com a batida, os três passageiros do carro morreram na hora e ficaram presas às ferragens. As vítimas trabalhavam juntas em um rancho na região da MS-040, na Capital.


O último acidente registrado foi na madrugada deste domingo (7), em Rio Brilhante, envolvendo um carro de passeio e uma carreta. As vítimas são os amigos Carlos Daniel Marques Silva, de 17 anos, Alípio de Oliveira Neto, 19, Pedro Oliveira, 20, e Álvaro Henrique Quadros Sampaio, de 19 anos.

Os jovens ocupavam um Fiat Pálio, conduzido por Alípio, que invadiu a pista contrária e não houve tempo de o motorista da carreta desviar, ocorrendo a colisão. O Corpo de Bombeiros foi chamado, mas os ocupantes do carro morreram no local. Destroços do carro ficaram na pista. O impacto da colisão foi tão forte que o carro ficou totalmente destruído.


O Corpo de Bombeiros precisou cortar o veículo para retirada das vítimas, porque os corpos ficaram presos entre as ferragens. Eles foram levados para o IML (Instituto Médico Legal) de Douradina.


Via campograndenews

162 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page